Militar da Marinha é preso com comparsa ao tentar fugir em ônibus após roubar dois carros na BA

Jovens, de 21 e 19 anos, foram flagrados depois de denúncias do dono de um dos veículos, em Salvador.

Um militar da Marinha do Brasil e um comparsa dele foram presos, na noite da terça-feira (24), em Salvador, após roubarem dois carros, em pontos distintos da cidade. A informação foi divulgada ao G1 pela Polícia Militar nesta quarta-feira (25).

De acordo com a PM, o militar, identificado como Raul Teles Santos, de 21 anos, e o comparsa dele, Paulo Sérgio Cruz Almeida, de 19, foram flagrados após o dono de um dos veículos acionar policiais militares que estavam em ronda. O homem havia sido assaltado no bairro da Ribeira.

A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 2º Distrito Naval, informou que o jovem de 21 anos é militar temporário da Reserva de 2ª Classe da Marinha.

Conforme a PM, uma guarnição da 17ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) fez rondas na região até avistarem o veículo roubado, no Largo da Calçada. Em seguida, os PM’s interceptaram o veículo.

Segundo a PM, com a ação, os dois suspeitos abandonaram o carro e entraram em um ônibus que passava pela localidade, na tentativa de fuga. No entanto, os policiais, com apoio de agentes da 16ª CIPM, pararam o coletivo e abordaram os dois. Com o militar, de acordo com a PM, foi encontrado o celular do dono do carro roubado.

Ainda após a abordagem, de acordo com a PM, os suspeitos contaram que tinham abandonado um outro carro roubado no final de linha da Ribeira, pouco antes de pegarem o segundo carro. O veículo havia sido assaltado no bairro de Ilha Amarela, no subúrbio da capital baiana.

Os dois suspeitos e os dois carros recuperados foram encaminhados para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, em Salvador. No local, as vítimas reconheceram a dupla. Os jovens foram autuados em flagrante pelos roubos e estão à disposição da Justiça.

Por meio de nota, a Marinha informou que Raul Teles Santos ingressou na corporação em 2017, após cumprir o serviço militar obrigatório.

A Marinha ainda divulgou que vai adotar as medidas legais cabíveis após ter acesso aos autos da prisão e vai providenciar a transferência do preso para estabelecimento prisional militar, onde o mesmo ficará à disposição da Justiça.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*