General brasileiro vai chefiar missão militar de paz no Congo

ONU nomeia brasileiro para chefiar militares na missão de paz da República Democrática do Congo

General de divisão Elias Rodrigues Martins Filho, nomeado para chefiar o contingente militar da missão da ONU na República Democrática do Congo, MONUSCO. Foto: Ministério da Defesa/Governo do Brasil
O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, anunciou nesta sexta-feira (13) a nomeação do general de divisão Elias Rodrigues Martins Filho, do Brasil, como comandante militar da Missão de Estabilização das Nações Unidas na República Democrática do Congo, a MONUSCO.
Ele sucede o general Derrick Mbuyiselo Mgwebi, da África do Sul, que encerrou sua missão em 31 de janeiro de 2018. O secretário-geral afirmou estar grato pela sua dedicada liderança como chefe do componente militar da MONUSCO.
O general Martins Filho tem uma distinta carreira militar que abrange mais de 35 anos. Ele está servindo atualmente como o subchefe do Escritório de Organismos Americanos do Ministério da Defesa do Brasil desde 2017.
Anteriormente, atuou como chefe de Inteligência de Defesa do Escritório de Informação do Ministério da Defesa do Brasil; comandante da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (2015-2016); e chefe de Operações do Comando Militar do Oeste (2013-2015). Foi comandante do batalhão da Guarda Presidencial brasileira (2009-2011).
Martins Filho tem uma vasta experiência em manutenção da paz, tendo atuado como oficial de Planejamento na Serviço de Geração de Força do Departamento de Operações de Paz das Nações Unidas de 2005 a 2008.
Ele atuou como vice-conselheiro militar da Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas (2001-2003) e oficial de Equipe da Missão de Verificação das Nações Unidas em Angola em 1995 e 1996.
O general Martins Filho é pós-graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília e graduado pela Faculdade de Defesa da Escola Superior de Guerra. Nascido em Fortaleza em 1960, é casado e tem três filhos.
FONTE: ONU

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*