Presos suspeitos do assassinato de soldado do Exército em Porto Alegre

Dois admitiram participação no crime de latrocínio; três foram presos. Igor Peixoto Dias, 18 anos, foi morto no final de setembro na capital.

Agentes da 13ª Delegacia de Polícia Civil prenderam três suspeitos do latrocínio (roubo seguido de morte) do soldado do Exército Igor Peixoto Dias, 18 anos. O crime ocorreu no dia 26 de setembro na Avenida Monte Cristo, no Bairro Cavalhada, Zona Sul de Porto Alegre.

Os homens foram detidos no bairro Intercap na segunda-feira (24), mas a divulgação ocorreu nesta quarta (26).

Segundo o delegado Luciano Coelho, dois dos suspeitos confessaram participação no crime e o terceiro será ouvido durante a tarde desta quarta. “Eles passarão por um reconhecimento por parte de testemunhas. Ainda há dúvidas de quem efetuou os disparos, sabemos que um ficou no carro enquanto outros dois realizavam o assalto”, detalhou.

De acordo com a Brigada Militar, dois disparos atingiram o soldado na ocasião. Durante a investigação, uma testemunha relatou à polícia que eles estavam em quatro amigos, caminhando pela Estrada Monte Cristo, no bairro Vila Nova, por volta da meia-noite, quando um carro parou e dois criminosos desceram, os abordaram e anunciaram o assalto.

Os criminosos fugiram com os pertences dos jovens em um Peugeot de cor prata. Ferido, Igor chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*