Marinha investiga origem de óleo no litoral sul de SE

A Capitania dos Portos de Sergipe (CPSE) continua investigando a origem da mancha oleosa que atingiu em torno de cinco quilômetros de areia no litoral sul de Sergipe na última sexta-feira, 21. O Capitão de Fragata, João Batista, ainda revelou que o líquido atingiu em torno de 28km de águas, sendo interrompido no Rio Vaza-barris. As praias da Caueira e Abaís também foram atingidas.
Apesar de garantir empenho nas apurações, o Capitão de Fragata reconheceu que o processo investigativo pode demorar. “É um pouco demorada, por conta da análise criteriosa, comparação entre as manchas de característica diferente. A Petrobras também tem esse serviço e que faz uma análise mais rápida. Nós vamos enviar a nossa em paralelo com a dela para um órgão no Rio de Janeiro para fazer a comparação das amostras”, detalhou Batista.
Se confirmado o derrame de óleo proveniente de alguma embarcação ou plataforma, a Capitania deverá aplicar as sanções para quem for identificado como culpado. O IBAMA, que tem gerência também das embarcações e plataformas, também poderá aplicar ,multas se sentir necessidade.

Recorrente

Em maio deste ano, uma grande mancha de óleo atingiu o litoral de Aracaju em um raio superior a quatro quilômetros. Na época, o IBAMA concluiu que o vazamento foi proveniente de um emissário submarino da Petrobrás e por isso, a multou em R$ 12,5 milhões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*