Justiça obriga Marinha a suspender reforma compulsória de militar transexual

ANCELMO GOIS

Militar transexual
A 27ª Vara Federal deu liminar para uma militar transexual determinando que a Marinha suspenda o processo de reforma compulsória dela, e que retifique o nome e o gênero nos assentamentos funcionais. É que, acredite!, a Marinha havia considerado a militar incapaz por ser transexual, o que ainda é considerado pela instituição uma “patologia”.
O GLOBO/montedo.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*