Adiamento do reajuste dos servidores abrange militares, diz imprensa

Contrariando informações de fontes militares, a imprensa do centro do País está divulgando que as Forças Armadas terão, sim, seu reajuste congelado. Assim, a parcela de 6,72%, a terceira das quatro previstas na Lei nº 13.321, teria seu pagamento prorrogado para  janeiro de 2019.
A informação, divulgada durante a tarde pela Globo News e Blog do Vicente, acaba de ser confirmada pelo Jornal Nacional. Além dos militares, a medida atingiria a polícia federal, polícia rodoviária estadual,  diplomatas, advogados da AGU, auditores federais, gestores da União e funcionários do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Até o momento, não houve nenhuma manifestação por parte do Governo, da Defesa ou dos Comandantes das três Forças.

O governo deverá encaminhar ao Congresso um projeto de lei propondo o adiamento dos reajustes.
FONTE: Montedo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*