Soldado do exército foi morto ao ser confundido com traficante

O soldado do exército Hugo Soares Alvarenga foi assassinado porque foi confundido com um traficante de uma facção rival. A motivação da morte foi revelada nesta terça-feira(16/10), na operação Verde Oliva, durante declaração do delegado responsável pelo caso, Luiz Maurício Armond.

“Ele foi confundido com integrante de outra facção e foi assassinado. Em determinado ponto que ele estava passando, haviam vigias que por somente acharem que era de outra facção resolveram executá-lo. Posteriormente até perceberam o engano porque era conhecido deles, já que todos moravam próximos. Dessas investigações nós descobrimos não só esse homicídio, mas diversos homicídios todos estavam interligados ao tráficos de drogas. Essa organização criminosa, de forma bem cruel, executava qualquer desafeto e culminou com a operação hoje”, falou.

O militar estava a caminho da casa da noiva quando foi baleado, perto do Campo do Barcelona, no Parque Eldorado. Na época, as pessoas que ajudaram a socorrer o jovem de 20 anos pensaram que tinha sido um acidente, já que ele estava conduzindo uma motocicleta. Os ferimentos foram constatados no Hospital Ferreira Machado(HFM), onde ele não resistiu e faleceu pouco tempo depois. Os responsáveis pela morte dele foram presos nessa ação das polícias militar e civil e o Ministério Público.

FONTE: NF Notícias