Intervenção federal completa oito meses com 535 operações e 617 armas apreendidas

Levantamento foi feito por grupo da Candido Mendes. Nesta segunda, ação aconteceu em São Gonçalo

A intervenção federal no Rio completou oito meses. Neste período, segundo o  Observatório da Intervenção, do Centro de Estudos Segurança e Cidadania da Cândido Mendes, as equipes realizaram 535 operações no estado e apreenderam 617 armas  — pouco mais que uma por ação.

O grupo também fez um balanço do número de agentes mortos: 74, entre policiais e militares. Ainda de acordo com o levantamento,  40,5% dos casos foram latrocínio (roubo seguido de morte),  em 27%, as vítimas estavam em serviço (em confrontos ou por ataques de criminosos) e 16,2% por execução (brigas, vinganças e envolvimento com o mundo do crime).

As operações no estado, ainda segundo o Observatório, envolveram 193 mil agentes. Ao todo, 172 pessoas morreram durante confrontos com os militares.

OPERAÇÃO NO SALGUEIRO

Na manhã desta segunda-feira, as Forças Armadas e a Polícia Federal deflagraram uma operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. As equipes fizeram um cerco na área e realizaram revistas seletivas de pessoas e veículos. O Comando Conjunto informou que a ação na comunidade segue por tempo indeterminado.

Foram empregados 1070 militares e 30 policiais federais, com apoio de blindados e aeronaves. O Comando Conjunto alertou para a possível interdição de ruas e o controle do espaço aéreo. Não houve interferência nos serviços dos aeroportos.

Segundo o Comando Militar do Leste (CML), até as 17h30m desta segunda-feira, quatro suspeitos haviam sido presos e outros três morrido ao trocar tiros com militares. As equipes realizaram 282 revistas e conseguiram apreender dois fuzis.