Servidores do TRE falam sobre Eleições para militares do Exército Brasileiro

O TRE fez a solicitação para a atuação das Forças Armadas em 60 municípios paraenses durante o pleito 2018

Na manhã desta quarta-feira (19), militares do Exército Brasileiro do Comando Militar do Norte da 8° Região receberam com os representantes do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, com o intuito de abordar e esclarecer as dúvidas referente ao processo Eleitoral 2018, dando ênfase a atuação das Forças Armadas durante o pleito.

Felipe Brito, Secretário de Tecnologia da Informação do TRE, falou sobre a segurança da urna e a utilização da Biometria como nova tecnologia de identificação do eleitor, além de demonstrar como funciona o sistema de apuração dos resultados através da tecnologia de transmissão satelital, que é o sistema mais indicado para localidades de difícil acesso.

Ao decorrer deste ano, o Tribunal participou de várias reuniões com os órgãos de segurança e de trânsito do estado do Pará, para definir a atuação de cada órgão durante o pleito. Diante de uma análise técnica, ficou definido a necessidade do uso das Forças Federais em 60 municípios paraenses. O TRE solicitou ao TSE e aguarda posicionamento. No entanto, já há um planejamento de atuação.

Osmar Frota, Assessor da Corregedoria do TRE, também conversou com os militares no sentido de repassar orientações quanto ao que está regido pela legislação eleitoral sobre a atuação das Forças Armadas nas Eleições. Muitos oficiais argumentaram e tiraram dúvidas baseados em experiências de eleições passadas.

Na ocasião, o Analista Judiciário da Corregedoria do TER, Rui Batista esclareceu o que pode, e o que não pode ser feito durante o domingo de votação.

FONTE: TRE PA

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*