Militar diz que foi espancado em festa de pagode na Avenida Capital

Um jovem de 18 anos, militar do Exército, afirma ter sido espancado por seguranças particulares após festa de pagode realizada na madrugada deste domingo (12), em um espaço da Avenida Capital, em Campo Grande. Ele conta que a agressão aconteceu no lado de fora do local, quando estava indo buscar seu capacete que estava guardado no carro de um primo.

“Eu estava querendo ir embora, quando chamei meu primo para buscar meu capacete, que estava no carro dele. Nesse momento, por hábito, brincadeira, acabei batendo na porta de vidro. Tenho mania de fazer isso em casa, e até me assustei porque fez um barulhão e os seguranças não gostaram disso”, lembra.

Lá fora, perto do carro já, o jovem disse que dois seguranças chegaram gritando. “Tentei responder, mas um deu uma gravata por trás e o outro começou a me bater na cabeça, muito forte, até que desmaiei. Meu primo me acordou e quando eu estava indo embora, desmaiei de novo. So retomei a consciência na ambulância, assustado, e pedi para descer”, relata.

No meio do caminho, o atendimento médico móvel parou e ele seguiu para a casa no carro do primo, com suas respectivas namoradas. O pai do jovem, Jailson Gomes dos Santos, 46, proprietário de um mercado no Jardim Columbia, está indignado com a situação , querendo entender o que aconteceu.

“Levei um susto quando vi meu filho todo machucado, ainda perturbado, dolorido. Ele ficou em observação no Hospital Regional, mas está bastante nervoso. Só quero saber o que aconteceu. Fizemos um boletim de ocorrência. Tirar meu filho da festa até entendo, mas bater, não”, disse.

O espaço

A reportagem tentou contato com os organizados da festa de domingo, mas não recebeu retorno até a publicação da reportagem. Já a gerência do clube também ressaltou que não se responsabiliza pela organização das festas e que apenas alugou o espaço.

Contudo, informou que quando o rapaz tentou retornar para dentro do espaço, a festa já havia até acabado. “A casa não estava mais aberta”, se pronunciou a gerência.

Direto das Ruas – O Campo Grande News recebeu as imagens e informações por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

FONTE: Campo Grande News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*