Interventor determina mutirão para reavaliar efetivo afastado da PM por motivos psiquiátricos no RJ

Especialistas das Forças Armadas vão realizar inspeções de saúde na Polícia Militar. As juntas serão formadas por um PM e dois membros designados pela intervenção.

Interventor Federal General Braga Neto
Interventor Federal General Braga Neto

O general Walter Souza Braga Neto, interventor federal da segurança pública do Rio, determinou a instalação de um mutirão para reavaliar o efetivo de policiais militares afastados pelo setor psiquiátrico da corporação.

De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (1º), houve aumento “considerável” dos afastamentos nos últimos anos e há déficit de oficiais médicos psiquiatras na PM.

Fontes ouvidas pelo G1 calculam que há 6 mil policiais militares afastados de suas funções, a maioria deles por problemas ligados à saúde.

O reexame será feito por juntas de saúde, compostas por um policial militar e dois militares das Forças Armadas — todos eles, necessariamente, psiquiatras.

A medida tem efeito imediato. Braga Netto argumenta ainda a necessidade de integrar as instituições e reafirma a possibilidade de melhorar as condições de trabalho dos profissionais de saúde.

“Objetivo da intervenção é pôr termo ao grave comprometimento da ordem pública no Estado do Rio de Janeiro”, diz o texto.

FONTE: G1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*