Licença-paternidade de 20 dias para militares avança no Senado

militares
militares

O projeto amplia a licença paternidade dos servidores militares de 5 para 20 dias, equiparando o benefício ao dos servidores civis da União. O relator da proposta, senador José Medeiros, do Podemos de Mato Grosso, defendeu que a paternidade ativa envolve o compartilhamento de responsabilidades entre pai e mãe. Medeiros ressaltou, ainda, que a presença paterna nas primeiras semanas de vida após o nascimento pode contribuir para a diminuição da incidência de depressão pós-parto.

“Nem sempre a mãe está em condições de cuidar. Às vezes ela está com depressão pós parto e não se leva e, conta isso. E isso tem impacto muito forte na vida e no desenvolvimento daquela criança. E se o pai está ali presente ele pode estar amparando nessas questões. E este tipo de ação que às vezes o Senado faz e as pessoas nem observam muito mas causam mudanças no seio social que é impossível até de valorar. Porque com o passar do tempo vai calcificando na sociedade e agregando valores que o dinheiro não compra.” – ressaltou o senador.

Agência Senado/ montedo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*