Militar conhecia e jogava bola com homem que o matou durante roubo

Rapaz reagiu a assaltou e foi morto a tiros no Coophatrabalho

Militar que foi morto em assalto no último dia (12), Rafael Lucas Soares, de 23 anos, e o assaltante e assassino, identificado como João Victor Gomes da Costa, de 20 anos, eram conhecidos e costumavam jogar bola no Bairro José Abrão, onde moraram.

O soldado da Aeronáutica se mudou para Capital em 2011 e, desde então, morava na casa de uma tia. Soares deixou ladário para estudar e ter condições de ajudar a mãe e os quatro irmãos pequenos. Era ele quem sustentava a família.

À reportagem do Portal Correio do Estado, um parente da vítima, que pediu para não ter a identidade  divulgada, contou que “todos se conheceram em uma praça do bairro onde jogavam bola juntos. Rafael e os primos acabaram tendo o mesmo círculo de amizade. Victor inclusive frequentava a casa da tia de Rafael, era costume de todos se reunirem para tomar tereré juntos”, relatou.

Soares se mudou em 2013, mas continuou estudando naquele bairro. Ele estava treinando para um campeonato de futebol na região.  O professor que dava aulas cancelou os jogos e decretou luto na escolinha.

“Eu fiquei revoltada, muito revoltada, ele [suspeito] convivia com todo mundo, era amigo do meu sobrinho”, contou a familiar do rapaz.

O CASO 

Estudante de 22 anos, identificado como Rafael Lucas Soares, foi assassinado a tiros ao reagir a um assalto, na noite de 12 de junho, no bairro Coophatrabalho, em Campo Grande.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, vítima estava em um ponto de ônibus próximo a sua residência, na rua Bacaba, quando um homem se aproximou, em uma motocicleta, e anunciou o roubo, mandando que o estudante entregasse o celular.

Rafael reagiu ao roubo e o ladrão efetuou dois disparos, que acertaram a vítima no lado direito do tórax, próximo ao ombro, e na perna esquerda, próximo a virilha. Victor foi preso no dia seguinte, na casa da sogra, no Aero Rancho.

FONTE: Correio do Estado

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*