Juiz mantém prisão de soldado do Exército e comparsas em assalto

O trio foi flagrado durante roubo a um mercado, que acabou com a morte de um dos bandidos, no Bairro Nova Campo Grande

O soldado do Exército Matheus de Almeida Pereira, de 20 anos, e os comparsas Kevin Gustavo Nunes Moreira, de 19 anos, e Marco Felipe Santos Martinez, de 21 anos, tiveram as prisões mantidas durante audiência de custódia, nesta segunda-feira (18). O trio foi flagrado durante assalto a um mercado, que acabou com a morte de um dos bandidos, no Bairro Nova Campo Grande. A decisão foi do juiz Mauro Nering Karlog.

Desde que foi preso pelo Batalhão de Choque, Matheus, que é da ativa do CMO (Comando Militar do Oeste), já aguardava a audiência no Presídio do Exército. Os dois comparsas que também tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva foram levados nesta manhã ao Ptran (Presídio de Trânsito).

Crime – O fato ocorreu na Rua 70, esquina com a 77, em frente a um terreno baldio. Uma equipe do Batalhão de Choque foi acionada por um policial militar por volta das 18h10. O policial, que estava à paisana, contou que, ao entrar no mercado, avistou os três homens, todos encapuzados, sendo um deles armado, abrindo a gaveta do caixa.

Segundo relato, o PM correu até sua casa, que fica perto, buscou sua pistola, retornou e deu voz de prisão. Os bandidos correram e uma perseguição teve início. Roberto Barbosa Júnior, 20, que estava evadido do sistema prisional, trocou tiros com policial e acabou ferido. Kevin e Marco foram presos e encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Roberto foi encaminhado à Santa Casa de Campo Grande, mas não resistiu aos ferimentos.
Matheus foi o último a ser preso. Ele foi encontrado após relatos de dois criminosos, que informaram a ajuda na fuga após o assalto.

FONTE: Campo Grande News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*